h1

Tecnologia 3G é coisa do passado. Suécia já encerrou licitação para Tecnologia 4G!

sexta-feira, ago 8, 2008 - 06:18

Enquanto 3G ainda engatinha no Brasil (convenhamos a velocidade marketeada é uma, a real é beeeem diferente) e nos EUA, a Suécia sai na frente. Como quem não quer nada, abririam concorrência para o mercado de telefonia celular de Quarta Geração.

Cinco empresas conseguiram as licenças, em um leilão que rendeu 226 milhões de Euros para os cofres do país.

A idéia é criar toda uma infraestrutura de altíssima velocidade (nem dá mais para chamar de telefonia) com acesso wireless acima de 100MBits/s. A especificação preliminar do 4G fala de velocidades até 1GBit/s.

Ao contrário das redes antigas, a comunicação 4G será toda baseada em IP, ou seja, pacotes de dados. Não mais no velho conceito de circuitos físicos (mesmo que emulados). Mais flexibilidade, uso racional dos recursos do sistema.

O Japão pelo visto quer acessar hentai de tentáculos com bastante velocidade, testes preliminares da DoCoMo conseguira m uma velocidade de 5GBits/s em movimento, embora seus planos sejam oferecer até 2010 100MBits/s em movimento e 1GBit/s parado.

Lembrando que a 100MBits/s você copia um DVD em 5 minutos, e essa é a velocidade MÍNIMA do protocolo, imagino que tenhamos que roubar um banco para bancar o sistema. Aliás, dois. Um para pagar o plano de dados, outro para pagar os HDs que precisaremos para guardar todos os, digamos, materiais educacionais baixados.

O principal problema do 4G (e também do 3G, na verdade do 2,5G) é a falta de uma aplicação matadora. Algo que faça você comprar o serviço. Da mesma forma que o Halo no XBox, o Force Unleashed no Wii ou o Photoshop nos primeiros Macs. Enquanto o acesso for mais caro que o serviço oferecido por operadoras de cabo e telefonia fixa, ninguém irá se animar. Não preciso de 100MBits para acessar meus emails.

INVERSÃO NEGROPONTE

Isso mesmo. Antes de ser mordido por um Stallman radioativo e perder a sanidade, Nicholas Negroponte era um excelente visionário, previu que no futuro (mais ou menos por agora) ocorreria uma grande inversão: O que recebíamos por cabo passaria a vir por rádio, e o que vinha por rádio passaria a vir por meios físicos.

Realmente. Hoje temos podcasts, streaming e “rádios online”, já a Internet e telefonia está se tornando cada vez mais sem-fio.Nessa ele acertou. Só falta os custos baixarem de vez, e aí bye-bye Velox, Speedy, BRTurbo, etc.

Fonte: Meio Bit

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: