h1

Windows Swastika, o futuro do Windows

sábado, dez 27, 2008 - 11:33

O Windows Swastika é o codenome do Windows 8, que será lançado em 2013 (repare-se que o 13 é o número do azar e da morte), pela Microsoft. Trata-se da versão mais diabólica e desrespeitosa do Windows já compilado pela Microsoft. O nome Swastika é resultado da aposta de um nome diferente, não incluindo nome de cidades (tais como Chicago = Windows 95 e Memphis = Windows 98, Windows Vienna = Windows 7) ou estações.

Onde surgiu este nome diabólico

Quando Bill Gates estava em seu tempo livre, ele teve tempo para ler um livro antigo, escrito há oito décadas atrás, que segundo o mesmo, impactou sua vida, lembrando uma das ideologias da Microsoft. O autor do livro foi um herói de guerra austriaco que até chegou a ganhar a famosa Cruz de Ferro na Primeira Grande Guerra e depois conseguiu chegar ao poder na Alemanha, criando um glorioso estado que lembrava muito a Microsoft.

Bill Gates trocava informações para seu cúmplice, cujo atual presidente da Microsoft, que é Steve Ballmer sobre tal entusiasmo para novas ideologias para futuros Windows. Esta ideologia marcou o projeto futuro, o Windows 8, que lhe foi dado a ele o codinome de Swastika

Rumores

Muito já foi dito pela Internet a respeito do sucessor do Windows 7. Um dos rumores, apontam o abandono do Windows para programar o Midori, outro sistema operacional, que seria lançado em 2013. Mas o que permanece mais provável é que o Windows realmente continue, mas duma forma ousada e diabólica, assim como a Microsoft fez no Windows Vista, quando o mesmo teve seu codinome de ‘Windows Longhorn’, o que levou a muitos a concluirem que o Bill Gates possui pacto com o demo.

O Swastika só terá versões para 64 bits, o que significa que o máximo que você pode usar da linhagem Microsoft Windows é o Windows 7, que também terá versões para 32 bits. Ele também terá perfis prontos para diversos grupos de usuários (os destacados em negritos serão discutidos): Enterprise, Developer, Gamer, Concentration Field, Home User, Professional, Microsoft Jugend

  • Concentration FieldCampo de concentração, no caso do Swastika é um perfil destinado para: Judeus, Homossexuais, Afrodescendentes, Ciganos, Comunistas, Latinos, Open Source, Desenvolvedores Open Source e Brasileiros (Em futuras notícias, iremos investigar as causas e efeitos deste recurso).
  • Microsoft JugendJuventude Microsoft, no caso do Swastika é um outro perfil, destinado a crianças, adolescentes e jovens para que os mesmos aprendam conteúdo didático e tambem os protege contra “os perigos da Internet”, como denomina Steve Ballmer: Pedofilia, Criminosos da Internet, Pirataria, Software Livre e Google (???).

Considerações finais

Vale lembrar que a Swastika (Suástica) é o símbolo usado na Segunda Guerra Mundial por Adolf Hitler para simbolizar o poder nazista àqueles que não são arianos (Negros, Pardos, Judeus, Homosseuxais, Comunistas e Ciganos), o que leva a concluir que muitas pessoas não-arianas estão usando o Windows neste exato momento, isso soaria claramente como um desrespeito e também um preconceito racial, mesmo que não for a intensão da Microsoft.

Post Retirado do meu antigo Blog!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: